Existem alguns aspectos essenciais que você precisa conhecer antes de contratar um gestor de patrimônio familiar. Confira quais são eles e faça uma escolha mais acertada.

Ao longo da evolução dos serviços prestados pelas instituições financeiras, os clientes de alta renda aumentaram a exigência por atendimentos personalizados. Isso fez com que o gestor de patrimônio familiar evoluísse seu escopo de serviços para oferecer uma gestão especializada, com investimentos sofisticados tanto no Brasil, como no exterior.

Você e sua família querem contratar um gestor de patrimônio familiar ? Além de saber mais sobre quem são esses profissionais, é importante entender onde encontrá-los e quais habilidades fazem de um gestor o profissional ideal para o seu caso.

Fique atento a seguir para esclarecer quais são as especialidades e funções que esse profissional cumpre. Em seguida, veja dicas do que avaliar para escolher o seu gestor de patrimônio familiar.

Quais podem ser as atuações de um gestor de patrimônio?

O gestor de patrimônio ou wealth manager é um aliado essencial para a correta gestão de grandes fortunas . Ele atua dentro das instituições financeiras e atende um número reduzido de clientes, lhes oferecendo maior atenção. Seus serviços incluem atendimentos agendados, reservados e consultoria especializada e personalizada. Mais que um gerente e consultor financeiro, ele é, na verdade, um conselheiro fiel da família.

Existem dois tipos de atuação que esse profissional pode se enquadrar: Private Banker ou Family Office. De forma geral, as estruturas de Private Banks (private) e dos Family Offices (family) oferecem o serviço de consultoria e gestão patrimonial, pessoal ou familiar, com o objetivo de perpetuação do patrimônio e sua transição para novas gerações. Entenda as diferenças entre ambos a seguir.

Private Banking

O Private Banking é uma forma de segmentar o público atendido pelos bancos comerciais e de investimentos. Na área de atendimento às pessoas físicas, os bancos são segmentados por tipo de cliente. Ou seja, dependendo do montante que o cliente tem aplicado no banco, ele é atendido por um determinado segmento.

Como exemplo, podemos dizer que há três segmentos:

  • Varejo: classe média baixa e média;
  • Premium: classe média alta, que têm algum dinheiro investido, por exemplo acima de R$ 100.000,00;
  • Private: ricos, que têm mais de R$ 3.000.000,00 investidos.

Embora o montante do corte varie de banco para banco, a denominação de Private Banking é aplicada ao segmento mais alto. Ou seja, que tem clientes com volumes expressivos de recursos aplicados e necessidades diferenciadas de produtos e serviços. Os profissionais dessa área são conhecidos como Private Bankers, ou simplesmente Bankers.

Family Offices

Os Family offices são organizações que oferecem consultoria financeira para famílias com alta renda (por exemplo, com mais de R$ 1 milhão em ativos financeiros). O serviço pode ser oferecido tanto a uma única família (Single Family Office), quanto para várias (Multi-Family Office). Seu objetivo é melhorar a gestão da fortuna familiar de forma holística. Ou seja, cuidando dos quatro capitais da família (financeiro, intelectual, humano e social). Além disso, engloba:

  • ativos líquidos (contas familiares, investimentos e cotas de fundos);
  • ativos não líquidos (imóveis, terrenos, obras de arte, entre outros);
  • planejamento sucessório;
  • eficiência tributária.

Além da característica dos “Private”, inclui um modelo de investimento independente combinado a uma “arquitetura aberta”. Esse modelo possibilita alavancar o relacionamento com os melhores prestadores de serviço do mercado, sem necessariamente estar ligado a um único conglomerado financeiro.

O perfil do gestor de patrimônio familiar ideal

Principais obrigações

  • Se dedicar à gestão do patrimônio da família e ajudar a família nas mais diversas questões sobre a gestão de seus recursos.
  • Proporcionar maior controle sobre o portfólio de investimentos da família.
  • Profissionalizar a escolha dos melhores bancos, produtos e estrutura legal, provendo redução e controle de custos em todos os níveis de investimento.
  • Possibilitar acesso à formas institucionais de investimento, que são mais seguras, rentáveis e acessíveis (para os gestores).

Certificações

O gestor de patrimônio familiar típico deve ser certificado com uma das seguintes certificações: CFP (Certified Financial Planner, pelo IBCPF) ou CEA (Certificação de Especialista em Investimentos, pela ANBIMA). A certificação não é necessária para formalizar a atuação como wealth manager , mas demonstra um nível maior de profissionalismo e conhecimento.

Experiência profissional do gestor de patrimônio

A experiência anterior do gestor e uma sólida formação acadêmica também são fatores muito importantes para a determinação de sua capacidade de entrega de resultados. Porém, fique atento. Ser um ex-executivo financeiro de uma grande empresa ou um trader de sucesso não são experiências que, isoladamente, credenciam um gestor de patrimônio familiar. A gestão financeira no mundo dos negócios  é diferente daquela aplicada em patrimônio familiar.

Um gestor de patrimônio familiar deve ter uma visão global dos mercados e veículos disponíveis, tanto a nível local quanto internacional. Além disso, deve possuir experiência com montagem de carteiras que utilizam não só ativos financeiros, mas também ativos não financeiros e estruturas sofisticadas. Às vezes, elas não estão disponíveis no mercado precisam ser criadas especialmente para atender a uma necessidade específica.

Conduta do gestor de patrimônio

Existem gestores mais conservadores e mais agressivos. Porém, o que vai ditar qual destes perfis é ideal para o seu caso é a conduta que você e sua família preferem ou costumam ter quando se trata de riscos. Guie-se por este norteador e garanta que o profissional escolhido esteja alinhado com os seus objetivos.

Custo vs. benefício

Na maioria das vezes, contratar um gestor de patrimônio muito experiente pode significar pagar mais caro. Vale lembrar que, grande dilema do custo-benefício é “o barato às vezes sai caro” e “o caro se torna barato” quando os resultados esperados são entregues.

Um gestor mais experiente tem maiores probabilidades de entregas com segurança, por isso tem um valor ou custo mais elevado. Já um gestor que vai monitorar ou acompanhar o trabalho de terceiros vai custar mais barato.

Portanto, é importante saber qual o valor ou importância você dá para a gestão dos seus recursos. Além disso, em alguns casos, o momento de vida em que você se encontra não será ideal para fazer um investimento maior. Novamente, é preciso guiar a decisão no contexto em que você está inserido.

Estrutura do gestor de patrimônio

Um gestor de banco, que tem uma grande infraestrutura como suporte, possui pouca autonomia para entregar soluções. Por outro lado, um gestor independente, mas com uma infraestrutura menor e que atua por meio de parcerias, consegue entregar soluções. Mas você e a sua família precisam de soluções altamente diferenciadas? E se o banco oferecer exatamente aquilo que vocês precisam?

Sendo assim, tenha em mente que o tamanho da estrutura necessária para a gestão dos seus recursos também vai ser guiado pelas necessidades da família. O que determinará isso é, novamente, o tipo de necessidade que você possui enquanto cliente.

Serviços inclusos

O ideal é encontrar uma instituição ou gestor que consiga atender todas as suas necessidades da forma mais simples, objetiva e eficiente possível. Centralizar a gestão e contar com um único responsável por ela é uma forma de consolidá-la adequadamente e ainda transmitir transparência.

 

Você tem as informações necessária para determinar qual é o perfil do gestor de patrimônio ideal para o seu contexto familiar. Tenha em mente que a assessoria deste profissional vai guiar o seu futuro financeiro e determinar o sucesso na perpetuação e expansão do patrimônio. Portanto, avalie-o com profundidade antes da contratação.

Possui dúvidas específicas sobre gestão de patrimônio familiar? Juliano Pinheiro é referência em gestão do patrimônio e curadoria de mercado de capitais. Entre em contato enviando um e-mail para [email protected].